Novidades
ACESSO AO EAD

                                                                    por Judson Ferreira de Almeida

 

 Foi a partir dos anos 70 que a utilização de solados de poliuretano se difundiu no mundo da moda, tanto masculina como feminina, adulto e infantil sendo largamente explorada no mundo fashion.

O poliuretano microcelular elastômero, permite uma larga gama de durezas e densidades, onde qualquer tipo de material pode ser copiado com grande perfeição, tais como, madeira, couro, cortiça, tecidos, costuras e nervuras estruturais, pele de animais raros, como jacaré, peixe, rã entre outros .

Pode ser trabalhado com dureza variável entre 20 e 90 shore A, onde se produz palmilhas, entressolas, solas de laser , solas compactas mono e bi densidade, cepas e tamancos.

Um forte nicho de mercado, e a utilização de poliuretano emborrachado em solados de segurança, onde as características técnicas são muito importantes, tais como resistência dielétrica, resistência a solventes, isolamento térmico , resistência ao congelamento, e principalmente resistência à flexão e abrasão , pois esses sapatos são fortemente exigidos.

O poliuretano microcelular elastômero substitui com galhardia os materiais convencionais, como couro, borracha natural, SBR, PVC, TR, EV , etc.

O poliuretano microcelular elastômero, também é conhecido como poliuretano flexível integral , conforme algumas fontes.

Outra área bastante explorada, é o mundo dos esportes, onde o calçado tipo tênis , chuteira e sapatilha , têm uma participação maciça do poliuretano na sua composição com as vantagens de leveza, resistência a tração, resistência ao rasgo e propriedades anti derrapantes.

Em alguns tênis, se usa poliuretano gel no calcanhar com as propriedades de amortecimento de impactos em corridas e saltos

Em alguns casos, a sola é injetada em TPU (poliuretano termoplástico) , material de altíssima resistência ao rasgo e ao desgaste , possibilitando ao atleta conforto e confiabilidade à tração.

A colagem destes solados ao couro ou aos sintéticos que formam o sapato, é feita através de adesivos a base de poliuretano termoplástico em solução, hot melt ou bi componente, onde o isocianato e poliol são misturados na hora da aplicação, onde vão reagir e fixar os componentes .

Hoje algumas empresas já comercializam adesivos de poliuretano base água, menos agressivos e poluentes que os tradicionais contendo solventes orgânicos .

O melhor e mais durável acabamento de pintura em solados e cabedais, tanto em poliuretano como em sintéticos de outros materiais, é feito com resinas de poliuretano termoplástico com isocianatos alifaticos em solução e vernizes poliuretanicos com alta resistência a influencia de amarelamento causado pela ação da luz ultravioleta.

A grande variedade de matrizes de solados, permite a quem trabalhe com o mundo feminino de moda, uma variedade infindável de combinações de modelagens e cores, onde a imaginação é o limite .

Esse material também pode ser reciclado, podendo o calçado receber o selo verde, exigido na Europa quando for exportado.

sapatos